by Nicolas Scafuro on April 11th, 2014












É com grande prazer que MIT Sloan Clube do Brasil convida-o a participar da 

Worldwide Celebration of the Centennial of Course XV

29 de Abril, 2014 (3a feira) , às 19h30 
Auditório da Oracle do Brasil 
Rua Dr José Aureo Bustamante, 455 (atrás do Morumbi Shopping) 

Em 2014, a comunidade MIT Sloan comemora os 100 anos da fundação do “Management Education” no MIT, com eventos no campus e em todo o mundo durante o mês de abril. Para celebrarmos no Brasil este século de inovação, promoveremos um painel de debates sobre um assunto que certamente estará entre os mais importantes do século que se inicia, com executivos que lideram iniciativas em seus setores. O painel será seguido de um coquetel. 

Big Data: Big Opportunities, Big Challenges… 

Participantes, dentre outros:
Fernando Lemos, VP de Tecnologias da Oracle Am.Latina 
Marcia Asano, Chief Analytics Officer de YouFind Solutions
Roberto Piazza, Head da Telefonica Digital no Brasil 
Ricardo Orlando, Chief Data Officer do Itau
Gustavo Roxo, sócio da McKinsey 

Não perca esta oportunidade de juntos celebrarmos um marco tão relevante na história do MIT.  As vagas são limitadas! Inscreva-se já! 
Clique aqui ou ligue para 11 5051-9684 (falar com Leticia).
Previsão de término: 22h30
Para saber mais sobre o 100th Anniversary Celebration: http://mitsloan.mit.edu/100years/

Posted on January 24th, 2014

Rodolfo Fischer, o Rudi, quer erguer vários parques em que crianças com e sem deficiência possam brincar juntas – e, assim, homenagear Anna Laura, sua filha

“Na verdade, a palavra ‘inclusão’ não é boa. O ato de incluir parte do pressuposto que alguém está excluído e, se tratando de crianças com deficiência, ninguém está excluído. Todas são diferentes, mas fazem parte do mesmo grupo que as crianças sem deficiência. Afinal, são todas crianças.”

Rudi, Claudia e a então pequena Anna Laura. “Tudo que fazemos hoje é em nome dela. É nossa homenagem. É nossa terapia.”











Quem defende essa ideia é Rodolfo Henrique Fischer, o homem que quer inaugurar quatro novos “parques acessíveis” por ano em várias cidades do país. O primeiro será inaugurado no próximo sábado, 25, em São Paulo (no dia do aniversário da cidade), em homenagem a Anna Laura, sua filha.


Recomeço

Rudi, Claudia e a então pequena Anna Laura. “Tudo que fazemos hoje é em nome dela. É nossa homenagem. É nossa terapia.”

Rudi, como Fischer é conhecido, era um trabalhador do mercado financeiro que havia decidido passar mais tempo com a família quando foi surpreendido por uma grande perda – Anna Laura, filha dele com a psicóloga Claudia Petlik, sofreu um acidente e faleceu aos três anos de idade.

“Estávamos com uma viagem marcada para Israel, para um evento de família, e decidimos mantê-la mesmo depois do acontecido”, lembra o pai. “Lá, conhecemos uma associação que tinha o objetivo de integrar comunidades de religiões diferentes e que tinha um pequeno parque com um único brinquedo inclusivo no meio. Achamos fantástico e pensamos em trazer essa ideia para o Brasil”.

Aqui, a ideia ganhou a forma de uma homenagem a Anna Laura. Foi crescendo, evoluindo e ganhando apoiadores. Graças a parcerias pontuais, o primeiro parque do projeto “ALPAPATO, Anna Laura Parques Para Todos” já está pronto. O objetivo é que mais quatro sejam construídos por ano em várias cidades que tenham a demanda de locais acessíveis de lazer – todos abertos ao público.

Os parques terão brinquedos que podem ser usados por crianças com e sem deficiência.

O projeto traz consigo algo definido por seus criadores como um “novo conceito de acessibilidade”. Não se trata de inclusão, mas de integração. “O parque é para todos e pode ser aproveitado tanto por crianças com deficiência como por crianças sem deficiência”, explica Rudi. “Temos ainda a intenção de transformá-los em polos de atividades culturais e esportivas para pessoas com deficiência.”

Terapia

Quem financia tudo é o próprio Rudi. “Tudo que foi preciso pagar eu paguei, mas só porque contei com a ajuda de um grupo muito especial de apoiadores”, conta. “Cada pessoa contribui como pode, com serviços, ideias, trabalho manual ou até abrindo mão de lucros por acreditar no projeto. É um prazer.”

O primeiro parque fica na AACD do Parque da Mooca. O próximo será no Parque do Cordeiro, na Zona Sul. A intenção é chegar a outras cidades do país.

Rudi e Claudia ainda têm outros planos para o futuro. Além dos parques, um livro sobre Anna Laura e a mudança de vida de seus pais, uma biblioteca e uma ONG para auxiliar pais em luto são projetos que podem aparecer. “Para mim esses projetos são uma terapia. Tudo que fazemos é em nome da Anna Laura.”, confessa Rudi. “Passar por uma perda tão grande nos faz repensar toda a nossa vida. Cada um lida de um jeito com isso, mas quem sabe não podemos ajudar outras pessoas?”, conclui.


by Ricardo Betti on January 21st, 2014











Caros Sloanies, 

Desde o final de 2013 estou devendo a divulgação das louváveis iniciativas do colega Gustavo Pierini, que além de oferecer bolsas a alunos de MBA (vide anexo), custeou a tradução para o Português e para o Espanhol de um software de simulação desenvolvido pela cátedra de System Dynamics. O nome do mesmo é Fishbanks, que recebeu a seguinte apresentação por parte do MIT: . 

“Since its inclusion on LearningEdge, Fishbanks has proved to be one of the most popular management flight simulations available and that popularity has led to the translation of the game into both Portuguese and Spanish through the support of Gustavo Pierini SM ’87, with the goal of a Chinese translation in the near future.”
 
O Gustavo gostaria fazer um mega-evento conjuntamente com o Sloan Club e o MIT Club. A ideia é convidar professores das melhores Universidades Federais e Estaduais para um workshop de, no mínimo, um dia de duração ministrado por um professor da cátedra de System Dynamics de Sloan.  Eu acho a idéia muito boa e desde já garanto o apoio do MIT Sloan Alumni Club do Brasil. Em breve divulgaremos maiores detalhes.
 
Um abraço,
Ricardo Betti

by Nicolas Scafuro on October 17th, 2013







In 1914, a group of visionary faculty and administrators at MIT introduced Course XV, marking the formal establishment of management education at MIT. This year, we are commemorating the 100th anniversary of Course XV. As alumni and friends of MIT Sloan, you are part of this bold and brilliant community that is advancing management practice and improving the world. We invite you to celebrate as we reflect on 100 years of transformative work and look ahead to the new ideas that will define the School as management education at MIT moves into its second century. 
 
Please join the MIT Sloan School of Management
in São Paulo for a celebration of the
 
100th Anniversary of Course XV
 
featuring
David Schmittlein
John C Head III Dean
 
Thursday, December 12
8:00 - 10:00 p.m.
8:00 p.m. ~ Pre-reception
8:30 p.m. ~ Course XV Commemorative Presentation
Post-reception to follow
 
Museu de Arte Moderna de São Paulo
Parque do Ibirapuera, Portão 3 | São Paulo | SP 04094-050 | Brazil
 
Register Here by December 5
 
To read more about the 100th Anniversary Celebration, please visit
http://mitsloan.mit.edu/alumni/course-xv.php

Posted on January 30th, 2013

Um bom programa de MBA exige tempo e custa dinheiro. Errar na hora de escolher um curso adequado às suas necessidades pode redundar no gasto desnecessários de ambos recursos. Para você não seguir este destino, Ricardo Betti, sócio da MBA Empresarial, conta o que deve entrar na equação para escolher um programa de MBA.


◀ Older Posts